Plantas de condomínios residencial

As Plantas de condomínios residencial possuem uma procura expressiva por parte de que trabalha no ramo imobiliário. A razão por trás disso é que os donos de propriedade nutrem um grande apreço por esse formato de imóvel, pelo fato de que, por serem compactos, permitem abrigar um número mais alto de pessoas. Além disso, plantas de condomínios pequenos possibilitam um maior aproveitamento do espaço.

Cuidados na hora de escolher a Planta

Os condomínios de tamanhos menores constituem-se em residências comuns, ou seja, casas “tradicionais”, sejam elas horizontais ou então sobrados.  Eles podem ainda serem compostos por pequenos apartamentos, que contém dois ou até mesmo três dormitório.

Tudo vai  depender do lugar nos quais os mesmos foram construídos, pois quando existe um espaço mais amplo, é possível elevar a quantia de dormitórios para aplicar um valor de locação ou mesmo venda um pouco mais alto.

Geralmente, em alguns condomínios, há outros elementos para integrar a constituição do local parte da área de lazer.  Essa área de lazer pode ser um salão para festas, por exemplo. O uso desses locais podem ser cobrados para locação, piscinas para adulto e piscinas para criança, estacionamento para os condôminos que pode tanto ser fechado e coberto ou aberto e descoberto. No caso da alternativa com cobertura, há a cobrança de uma outra taxa.

Por uma questão de segurança, um contingente expressivo de pessoas estão optando por adquirir casas em condomínios fechados e pequenos. A explicação para isso é que condomínios fechados transmitem uma maior segurança, justamente por serem fechados e também por terem uma vigilância mais intensa. Além disso, as pessoas encaram esses condomínios como sendo dotados de maior comodidade e conforto.

Plantas de condomínios pequenos

Para as pessoas que possuem filhos menores, residir em um condomínio, ainda mais havendo um local apropriado para as crianças realizarem suas brincadeiras à vontade, pode ser mais atraente do que habitar em uma casa comum.

A motivação por trás disso é que sempre vamos refletir a respeito da segurança existente em um condomínio, onde tudo é fechado, onde há um vigilante que fica em tempo integral na portaria, entre outras vantagens que um condomínio proporciona para todos os seus residentes.

Mostraremos nesse artigo algumas plantas de condomínios pequenos, para quem nutre a vontade de morar em um lugar que propicie mais segurança para os habitantes e que gosta de ter um espaço nesse formato para usar como uma fonte de renda, sendo alugando ou vendendo essas casas, seja para pessoas físicas ou ainda para programas do governamentais, como o programa Minha casa Minha vida, por exemplo.

Escolhendo plantas

As plantas que exibiremos adiante são plantas de condomínios pequenos. Elas são úteis para quem está a busca de inspiração para construir e necessita de um modelo de planta para ter como base. As plantas adiante também podem ser encaradas como um parâmetro para que o proprietário do conjunto de imóveis tenha uma ilustração mais precisa de como será a estrutura da casa, a fim de mostrar aos potenciais por um imóvel dentro desse condomínio.

 

Cuidados ao selecionar plantas

Quanto ao processo de construção dessas casas de condomínio, é necessária contar com o auxílio de profissionais de qualidade que apresentam um serviço de qualidade e por um preço convidativo, entregando a obra no prazo estipulado.

Por essa razão, antes de fechar qualquer contrato, faça uma pesquisa apurada para contratar a melhor equipe de obras e que também caiba no seu orçamento. Procure sempre utilizar materiais de construção que serão utilizados na construção e que tenham uma boa procedência.

Plantas de condomínios residencial

Condomínio de torres pequenas
Condomínio de torres pequenas

Condomínio com área de lazer centralizada
Condomínio com área de lazer centralizada

Condomínio com casas germinadas

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.